O lado escuro da lua

“Eu quase fiz o que eu queria
Eu quase tive algo que eu podia
De novo esse quase, esse sempre, esse nada
Comigo nessa longa e tortuosa estrada

Copo meio cheio, copo meio vazio
O corpo só esquenta quando o ar é frio
Não quero me lembrar que não faz sentido
Nem me arrepender de não ter vivido
A vida é longa, a vida é curta
Quando todos falam e ninguém me escuta
Cegos que não sabem para onde vão
Aqui está mais um nessa multidão

Eu tinha sede, me deram gasolina
Não peço nada, me dão menos ainda
Acho que não entendi direito
A perfeição do imperfeito
Eu me queixo
Eu me arrependo
Eu me revolto
Eu me rendo
Querendo o que não podia ter sido
Ser feito de aço e não de vidro

Correndo como um louco
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua”

(Capital Inicial)

Anúncios

4 comentários em “O lado escuro da lua

  1. Adoro essa música.
    Me identifico tanto, sou cheia daquilo que quase foi e daquilo que ainda não começou.
    Beijos!!

  2. Aqui estou eu 1 ano depois e vc abandonou esse cantinho =(
    Agora tenho que fuxicar o facebook pra saber de você rsrs
    Beijos flor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s